Terça-feira, Julho 23, 2024
InícioDestaquesFlacidez vaginal: ginecologista indica laser íntimo para rejuvenescimento e recuperação da funcionalidade...

Flacidez vaginal: ginecologista indica laser íntimo para rejuvenescimento e recuperação da funcionalidade da região

Thalia Maia alerta que essa condição prejudica a saúde, a autoestima e a sexualidade da mulher

Thalia Maia diz que o tratamento com laser é a primeira opção para pacientes que não podem usar hormônios como mulheres que tiveram câncer ou trombose, por exemplo, e que cada vez mais mulheres que podem usar hormônios também utilizam do laser para melhorar ressecamento, atrofia, flacidez e perda urinária leve.

O impacto do ressecamento e flacidez vaginal prejudica a saúde, a autoestima e a sexualidade da mulher.

“Com o passar dos anos, a mulher também tem a queda dos níveis de hormônios, fator que causa mudanças na mucosa da vagina. A espessura e a elasticidade diminuem, a vagina fica ressecada, flácida, diminuindo a satisfação sexual da própria mulher e, em casos mais graves, causando dor.”explica a ginecologista Thalia Maia que utiliza, para corrigir a atrofia e flacidez vaginal, o tratamento de laser CO2. A especialista garante que o procedimento é seguro e os resultados eficazes.

“A técnica estimula a produção de colágeno nas paredes da vagina, promovendo a reidratação, enrijecimento, e a restauração funcional do tecido. Uma das vantagens do laser é ser uma opção pouco invasiva, além de indolor e segura. Após alguns dias da realização do procedimento, a mulher já consegue retornar às atividades regulares”, afirma Thalia Maia.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, a incontinência urinária, por exemplo, afeta, pelo menos, 35% das mulheres com mais de 40 anos, e 40% das gestantes. As mulheres também tem probabilidade até duas vezes maior de apresentar a disfunção do que os homens.

“A flacidez vaginal tem tratamento, as mulheres não devem ter vergonha de buscar atendimento especializado para esse caso que afeta tanto a saúde física e mental. Aquelas que postergam acabam tendo, além dos problemas anteriormente citados, a autoestima e a sexualidade afetadas”, concluiu Thalia Maia.

Dra. Thalia Maia – Médica Ginecologista
Médica Ginecologista formada pela UFRJ, UNB e USP, Proprietária da Clínica @grupoelasbrasilia, atua principalmente em Cosmetoginecologia Cirúrgica e procedimentos com laser. Delegada da ABCGIN – representante Brasília.

Clínica – Elas Brasília
Local: Capital Financial Center, Torre A Sala 06 e 07 Mezanino – SIG Quadra 4 – Brasília, DF, 70610-440
Contato: 61 99670-7120

https://grupoelas.com.br/thaliamaia/

VEJA TAMBÉM
- Advertisment -

RECENTES