Terça-feira, Junho 4, 2024
InícioBRASILMPF arquiva pedido de entidade médica que queria proibir inserção de DIU...

MPF arquiva pedido de entidade médica que queria proibir inserção de DIU por enfermeiros em Rondônia

A 1ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal (MPF) arquivou o pedido feito pelo Conselho Regional de Medicina de Rondônia (CREMERO) para proibir enfermeiras e enfermeiros que atuam na rede municipal de saúde de Ji-Paraná de realizar a inserção de Dispositivos Intrauterinos (DIU).

Cinco profissionais devidamente capacitados atendem às mulheres do município, com excelentes índices de segurança e resolutividade. O procedimento é normatizado pela Resolução Cofen 690/2022 e autorizado pela Nota Técnica 31/2023, do Ministério da Saúde. A prática está amparada pela Lei 7.49886, que regulamenta o exercício profissional da Enfermagem.

“Não houve qualquer ilegalidade por parte da Prefeitura de Ji-Paraná. Não se trata de realizar o procedimento por qualquer profissional, mas sim profissionais de Enfermagem com ensino superior e treinamento específico para essa atividade”, pontuou o MPF.

“O CREMERO, instado a informar quantos médicos estariam aptos à realização do procedimento, demonstrou desconhecimento. Restringir esse procedimento apenas a médicos implicaria ofensas à saúde reprodutiva feminina, especialmente das usuárias do SUS”, complementou a câmara, que é coordenada pela procuradora Lindôra Araújo.

VEJA TAMBÉM
- Advertisment -

RECENTES