Sábado, Julho 13, 2024
InícioBRASILPiso da Enfermagem: Cerca de 7 mil profissionais de saúde lotam esplanada...

Piso da Enfermagem: Cerca de 7 mil profissionais de saúde lotam esplanada dos Ministérios em Brasília

Na manhã desta quarta-feira (28/6), a Enfermagem realizou um ato nacional expressivo na Esplanada dos Ministérios, para cobrar a efetivação do piso salarial da categoria, que representa a maior força de trabalho da saúde brasileira.

Aproximadamente sete mil profissionais e estudantes marcharam juntos, para transmitir uma mensagem inequívoca aos Poderes: sem o piso, não tem como continuar trabalhar e o sistema de saúde pode entrar em colapso.

“Estamos preocupados com esse impasse, com o futuro da profissão e com o atendimento à saúde da população, pois observamos que a categoria está no limite e não aceita retroceder. Esperamos que as autoridades responsáveis por essa situação tomem a decisão acertada”, analisa o tesoureiro do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Gilney Guerra.

O Supremo Tribunal Federal (STF) tem até sexta-feira (30/6) para concluir o julgamento sobre a constitucionalidade do Piso da Enfermagem. O relator, ministro Barroso, votou pela aplicação parcial do piso e foi acompanhado pelo ministro Gilmar Mendes. Já o ministro Dias Toffoli votou pela regionalização do piso e foi acompanhado pelo ministro Alexandre de Morais. O ministro Edson Fachin votou pela aplicação integral e imediata do piso, e foi acompanhada pela presidente Rosa Weber. Ainda faltam votar quatro ministros.

Foto: Cofen

“Estamos preocupados com esse impasse, com o futuro da profissão e com o atendimento à saúde da população, pois observamos que a categoria está no limite e não aceita retroceder. Esperamos que as autoridades responsáveis por essa situação tomem a decisão acertada”, analisa o tesoureiro do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Gilney Guerra.

O Supremo Tribunal Federal (STF) tem até sexta-feira (30/6) para concluir o julgamento sobre a constitucionalidade do Piso da Enfermagem. O relator, ministro Barroso, votou pela aplicação parcial do piso e foi acompanhado pelo ministro Gilmar Mendes. Já o ministro Dias Toffoli votou pela regionalização do piso e foi acompanhado pelo ministro Alexandre de Morais. O ministro Edson Fachin votou pela aplicação integral e imediata do piso, e foi acompanhada pela presidente Rosa Weber. Ainda faltam votar quatro ministros.

 

 

 

VEJA TAMBÉM
- Advertisment -

RECENTES