Quinta-feira, Maio 9, 2024
InícioDestaquesVeja os congressistas recém eleitos do DF

Veja os congressistas recém eleitos do DF

Por Kleber Karpov

O Distrito Federal elegeu, no domingo (2/Out), para representar a capital do país, no Congresso Nacional, oito deputados federais e uma senadora da República, que devem assumir mandato de 2023 a 2026. Na Câmara dos Deputados, das oito vagas reservadas ao DF, três foram de parlamentares reeleitos e cinco de novos congressistas. O senado que teve preencheu uma vaga, também teve renovação.

No Senado Federal

Damares Alves (Republicanos), eleita na disputa eleitoral,com 714.562, equivalente a 44,98% dos votos válidos. Damares Alves é ex-ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos da gestão de Jair Bolsonaro.


Na Câmara Federal

Bia Kicis (PL), reeleita para o segundo mandato. Nasceu em Resende, no Rio de Janeiro, é advogada e tem 61 anos. Em 2018 ela teve 86.415 votos e em 2022 foi reeleita com 214.733 votos.

Fred Linhares (Republicanos) eleito pela primeira vez como deputado federal. Em 2010, ele foi candidato a suplente na CLDF pelo PSC.
Érika Kokay (PT), reeleita para o quarto mandato pela federação formada pelo PT, PC do B e PV. No pleito de 2018, a deputada federal foi a segunda mais votada, com 89.986 votos. Natural de Fortaleza, no Ceará, Kokay é bancária, tem 65 anos e foi reeleita com 146.092 votos.
Rafael Prudente (MDB), eleito para o primeiro mandato como deputado federal, após dois mandatos como deputado distrital. É presidente da CLDF nos últimos quatro anos.
Júlio César (Republicanos), reeleito com 76.274 votos. Em 2018, quando era filiado ao PRB, o parlamentar teve 79.775 votos.

Reginaldo Veras (PDT) eleito para primeiro mandato com 54.557 votos. É professor e, em 2015 se elegeu como deputado distrital com 12.506 votos, reeleito em 2018 com 27.998 votos.

 

 

 

Alberto Fraga (PL) foi eleito com 28.825 votos. Exerceu quatro mandatos anteriores na Câmara Federal. O último, exercido em 2019. Teve passagens pelo antigo PMDB (MDB), DEM e PFL.

 

 

 

 

Gilvan Máximo (Republicanos), eleito em primeiro mandato com 20.923 votos. Foi secretário de Ciência e Tecnologia do atual governo do Distrito Federal até abril deste ano, quando saiu para concorrer às eleições.

VEJA TAMBÉM
- Advertisment -

RECENTES