Terça-feira, Julho 23, 2024
InícioSAÚDEEm visita ao HRSM deputado Chico Vigilante elogia, emocionado, o serviço de...

Em visita ao HRSM deputado Chico Vigilante elogia, emocionado, o serviço de Nefrologia

Por Alexandra Lucas

O Hospital Regional de Santa Maria — HRSM recebeu na manhã desta quarta-feira (31), a visita do deputado distrital, Chico Vigilante (PT), responsável por destinar novos equipamentos ao hospital por meio de emenda parlamentar. No total, o IgesDF recebeu R$ 750 mil para adquirir 13 máquinas de hemodiálise (R$ 55 mil), um eletrocardiógrafo (R$ 12 mil), três oxímetros de pulso portátil (R$1,8mil) e um monitor multipâmetro (R$ 17,2 mil).

O objetivo da visita foi conhecer de perto o serviço de Nefrologia, localizado no 3º andar, contemplado com os novos equipamentos. “Eu tinha liberado recursos para a compra dessas máquinas, que agora estão instaladas. Eu fiquei muito feliz com a maneira como as pessoas estão sendo tratadas”, destacou o deputado. “É um tratamento humanizado, a gente sente que a doutora responsável por essa área de nefrologia do hospital realmente dá vida, cuida desses pacientes, me deixa até emocionado”, complementou.

Em 2022, o serviço de Nefrologia do HRSM totalizou 6.849 sessões de hemodiálise e, de janeiro a abril de 2023, a Internação do setor registrou 4.177 consultas. Neste ano, 21% dos pacientes que realizaram o tratamento de Doença Renal Crônica são do entorno do Distrito Federal.

Para a superintendente do HRSM, Eliane Souza de Abreu, com as novas máquinas de hemodiálise haverá o aumento da oferta da terapêutica e do cuidado ao paciente renal crônico. “Equipamentos novos nos permitem entregar mais segurança, qualidade assistencial, uma experiência positiva aos doentes que dependem dessa linha de cuidado”, disse.

Guilherme Porfírio, gerente geral de Assistência do HRSM, reconhece que a sensibilização dos parlamentares diante da destinação de recurso para renovação de parque tecnológico do hospital proporciona segurança ao paciente, maior eficiência e qualidade no atendimento. “Chico Vigilante nos permitiu fazer a troca dos equipamentos antigos, que tinham um custo de manutenção alto, gerando economia ao Instituto, com planos futuros de ampliação do Serviço de Nefrologia por meio de novas habilitações para diálise de pacientes crônicos junto à Vigilância Sanitária do Distrito Federal e o Ministério da Saúde”, acrescentou.

Maria Inês Matias de Souza, de 56 anos, começou a fazer o tratamento de hemodiálise há dois meses no HRSM. Devido à Doença Renal Crônica, os dois rins foram comprometidos, resultando em perda total de um. Já o outro se encontra em processo de recuperação, graças às novas máquinas de hemodiálise que têm feito a diferença na vida dos pacientes. “Eu estava me sentindo muito mal, meu rim chegou a parar e, com a máquina, eu estou tendo uma nova chance”, disse.

Maria Inês Matias de Souza, de 56 anos, fazendo o tratamento de hemodiálise há dois meses no HRSM. Foto: Davidyson Damasceno/Ascom IGESDF

Outra novidade para o setor será a aquisição de novos equipamentos de Osmose Reversa Portátil para hemodiálise prometidos, durante a visita de hoje, pelo deputado. “Eles estão precisando de mais recursos, estou liberando mais R$ 600 mil para comprar máquinas chamadas osmose. Essa máquina serve para o tratamento da água que é usada no tratamento de hemodiálise dos pacientes”, explicou Vigilante.

A chefe do serviço de nefrologia do HRSM, Núbia Moreira, explicou que com a aquisição de 13 novas máquinas de osmose, a capacidade produtiva do serviço aumentará. “Irá dobrar e triplicar a quantidade de sessões que a gente faz atualmente”, destacou Moreira.

A chegada das novas máquinas refletirá significativamente no melhor atendimento e na qualidade de vida do paciente. “É muito importante que tenhamos os materiais em bom funcionamento para trazer qualidade de vida ao paciente”, ressaltou a enfermeira nefrologista do HRSM, Geisiane Melo da Silva.

O presidente do IgesDF, Juracy Cavalcante Lacerda Júnior, acompanhou o deputado em toda a visita, e reforçou a importância das emendas para a otimização do parque tecnológico das unidades hospitalares, agradeceu a visita e o apoio do parlamentar e apresentou com o diretor de atenção à saúde do Instituto, Rodrigo Conti, o projeto de descentralização, a ser implementado. Dr Rodrigo explicou que “queremos descentralizar esses serviços menos complexos no Base, para deixá-lo com a vocação que tem: realizar cirurgias mais complexas”, explicou. “Então, uma ideia é trazer a neurocirurgia trauma para Santa Maria também, como uma forma de desafogar o Base para essas complexidades menores”, explicou Conti. O presidente reforçou, “Imagina o tempo que paciente chega do Hospital de Base, esse tempo para chegar muda totalmente o prognóstico dele”, acrescentou Dr Juracy.

Com mais de seis décadas de atuação, o HBDF, é referência na rede do Sistema Único de Saúde (SUS) para atendimento de alta complexidade, em politraumas, emergências e cirurgias cardiovasculares, transplantes, neurocirurgia, oncologia, oftalmologia, ortopedia e reumatologia.

VEJA TAMBÉM
- Advertisment -

RECENTES