Terça-feira, Maio 7, 2024
InícioBRASILEnfermeira Ana Paula Lobato assume vaga no Senado com ida de Flávio...

Enfermeira Ana Paula Lobato assume vaga no Senado com ida de Flávio Dino à Justiça

Por Kleber Karpov

Com pouco mais de 15 dias para assumir o Ministério da Justiça, na gestão do presidente eleito, Luis Inácio Lula da Silva (PT), o ex-governador do Maranhão, Flávio Dino (PT-MA), eleito senador da República, abre espaço para a primeira suplente, a enfermeira Ana Paula Lobato (PSB-MA).

Vice-prefeita do município maranhense de Pinheiro, Ana Paula, 38 anos, casada e mãe de dois adolescentes, a enfermeira e empresária deve passar a ser a senadora mais jovem do Senado Federal.

A suplente que deve passar os quatro anos, na condição de senadora da República, esteve no Senado, na terça-feira (13/Dez), para conhecer a Casa e foi recebida com muitas expectativas por parte de colegas senadoras. E, principalmente, em decorrência das demandas da categoria. “Agradeço a receptividade de todos e já estou ansiosa para contribuir com o nosso país e o nosso Maranhão!”, publicou na rede social, Instagram.

Bancada de maioria feminina

A senadora Eliziane Gama (PT) que apresentou Ana Paula ao parlamento, publicou no microblog Twitter, que a chegada da senadora maranhense, propicia, pela primeira vez na história, uma bancada de maioria feminina.

para o Ministério da Justiça terei a honra de dividir o Senado Federal com a amiga e uma grande mulher @AnaPaulaNovaAl1 . Pela primeira vez na história a nossa bancada no Senado será de maioria feminina. Juntas faremos o melhor pelo MA.

Piso Salarial da Enfermagem

Quem também comemorou a chegada de uma senadora enfermeira, foi o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), ao ponderar que a chegada de Ana Paula, ao Senado, “amplia a representatividade política da categoria em um momento decisivo de busca pela efetividade da Lei 14.434, que institui o Piso Salarial da Enfermagem”.

O Cofen lembrou que a Lei Lei 14.434, do piso salarial da Enfermagem, oriunda de projeto de lei do senador Fabianao Contarato (PT-ES), é fruto de décadas de luta da categoria e foi aprovada, por unanimidade no Senado e, com ampla maioria na Câmara. Porém, está suspensa no Supremo Tribunal Federal (STF), por força de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) ajuizada por parte da Confederação Nacional de Saúde, Hospitais e Estabelecimentos de Saúde (CNSaúde)(Set/22).

[xyz-ihs snippet=”PD-NAS-REDES”]

VEJA TAMBÉM
- Advertisment -

RECENTES