Quinta-feira, Maio 9, 2024
InícioDestaquesIbaneis promete reajuste salarial para servidores no segundo mandato

Ibaneis promete reajuste salarial para servidores no segundo mandato

Em entrevista, o Chefe do Executivo citou o pagamento da terceira parcela e a criação do plano de saúde em seu governo como benefícios ao setor

O governador Ibaneis Rocha (MDB) se comprometeu a estudar o pagamento de reajuste salarial aos servidores do Distrito Federal em um eventual segundo mandato. A afirmação foi feita em entrevista ao programa Café com Política, organizado pelo Sindilegis, Sindjus e Anafe, na manhã desta segunda-feira (5).

Ibaneis lembrou que sua gestão pagou a terceira parcela do reajuste a 33 categorias, descumprida pelos dois últimos governos, e tirou do papel o plano de saúde dos servidores locais, o GDF Saúde, que hoje atende cerca de 80 mil pessoas. A conversa franca com as categorias e sindicatos e o atendimento aos pedidos fez com que a gestão do emedebista fosse marcada por poucas paralisações.

“O momento para o próximo mandato é discutir uma recomposição salarial. Tive a oportunidade de ver o encaminhamento que foi dado no Judiciário, de 18%, parcelado em quatro anos. Essa deve ser a forma a ser aplicada a todos os servidores do Executivo e Legislativo e no DF estamos estudando dar o reajuste aos servidores locais”, disse Ibaneis Rocha. “Talvez esses 18% para o DF. Está em análise na área econômica para podermos fazer da mesma forma que no governo federal”, acrescentou Ibaneis.

O chefe do Executivo reforçou o apoio aos servidores e lembrou que durante 25 anos atuou em favor de sindicatos nos tempos de advocacia. O governador também disse ser contra a PEC 32, que altera disposições sobre servidores, empregados públicos e organização administrativa. “Ela traz penalidades e enfraquece o serviço público”, afirmou.
Entre servidores efetivos e temporários, o governo Ibaneis nomeou mais de 67 mil profissionais. “Contratamos mais servidores públicos, talvez tenha sido o período de maior contratação. Abrimos concursos públicos e esperamos seguir nessa toada”, finalizou.

VEJA TAMBÉM
- Advertisment -

RECENTES