Terça-feira, Julho 23, 2024
InícioBRASILMinistra da Saúde pede desculpas e afasta responsável por "fato inadmissível" do...

Ministra da Saúde pede desculpas e afasta responsável por “fato inadmissível” do 1º Encontro de Mobilização para Promoção da Saúde no Brasil

Por Kleber karpov

A ministra da Saúde, Nísia Trindade, utilizou as redes sociais na manhã deste sábado (7/Out), para se posicionar sobre caso da ‘dança erótica’ durante o 1º Encontro de Mobilização para Promoção da Saúde no Brasil (Em Prosa). A gestora classificou de “fato inadmissível” além de afirmar ter apurado e afastado o Diretor do Departamento de Prevenção e Promoção da Saúde que assumiu “integralmente” a responsabilidade sobre o caso.

“Ontem tomei conhecimento de um fato inadmissível, que causou grande comoção em nossa sociedade, ligado a uma manifestação que fez parte do 1º Encontro de Mobilização para Promoção da Saúde no Brasil. O Ministério da Saúde, em nota, lamentou o episódio, que repudio veementemente. Criamos imediatamente uma curadoria para evitar que circunstâncias semelhantes ocorram nos próximos eventos da nossa pasta. Naquele momento, eu estava em uma importante agenda nas cidades de Diadema e Mauá, em São Paulo, para o fortalecimento do sistema de saúde local, como venho fazendo em todo o Brasil. Ao mesmo tempo, comecei a apurar responsabilidades pelo ocorrido. Hoje, diante da gravidade do fato, foi afastado o Diretor do Departamento de Prevenção e Promoção da Saúde, que assumiu integralmente a responsabilidade pelo que aconteceu. Reitero aqui o compromisso do Ministério da Saúde com todo o programa apresentado pelo presidente Lula e pelo vice-presidente Alckmin, no qual é destaque o fortalecimento do SUS com visão inclusiva, com respeito à diversidade e com a valorização e o reforço da democracia. Infelizmente, eu fui surpreendida pelo episódio de ontem e venho, por meio desse vídeo, me desculpar muito sinceramente pelo ocorrido e reiterar o compromisso do Ministério da Saúde de que seus eventos reflitam a conduta e a orientação da Pasta da Saúde e do Governo liderado pelo presidente Lula”, Nísia Trindade, ministra da Saúde.

Confira na íntegra o posicionamento da ministra:

Caso isolado

 

Também em nota, o Ministério da Saúde reforçou se tratar de episódio isolado que “não reflete a política da pasta nem os propósitos do debate sobre a promoção à saúde realizado no encontro”.  Segundo a pasta, “o evento, vinculado à Secretaria de Atenção Primária à Saúde, teve como objetivo apoiar a implementação e gestão participativa da Política Nacional de Promoção da Saúde a partir do compartilhamento de experiências entre gestores e trabalhadores de diferentes estados, com momentos dedicados à diversidade cultural”.

Curadoria

Nísia Trindade informou que para evitar casos semelhantes, que o MS criou uma curadoria de eventos, vinculada ao Gabinete da Ministra, de modo que possam avaliar se as  participações propostas estão adequadas com a conduta e com a missão institucional do Ministério da Saúde.

Repercussão

Reprodução

O caso ganhou repercussão nacional ao viralizar nas redes sociais, o que gerou críticas de militantes da base do governo, sobretudo por fornecer um ‘prato cheio’ servido à mesa de políticos que se opõem ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

 

VEJA TAMBÉM
- Advertisment -

RECENTES