Quarta-feira, Maio 8, 2024
InícioSAÚDEReformas no HRT devem ampliar capacidade de atendimento

Reformas no HRT devem ampliar capacidade de atendimento

O Hospital Regional de Taguatinga (HRT) iniciou os serviços de renovação de sua infraestrutura física. São cinco intervenções simultâneas para ampliar a capacidade de atendimento e melhorar o conforto dos pacientes, servidores e acompanhantes. Empresas contratadas para realizar as adequações trabalham na área de oncologia, oftalmologia, pronto-socorro pediátrico, guaritas de segurança e setores administrativos.

“Fizemos um planejamento para permitir que os serviços fossem realizados sem precisar interromper os atendimentos”Felipe Motinha, diretor do HRT

As adequações realizadas no HRT são possíveis graças aos contratos de manutenção regular assinados pela Secretaria de Saúde (SES) em 2022. O próprio hospital já teve as suas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) adulto e pediátrica recuperadas. “Não há como a gente falar em assistência sem falar em infraestrutura. Está diretamente ligado. Se não tem infraestrutura, não conseguimos fazer um bom atendimento”, afirma a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio.

Ao todo, a pasta fez um investimento de R$ 74 milhões para garantir o funcionamento de 297 unidades. As contratações agilizam serviços como ajustes de instalações de água e energia, pinturas, reformas de pisos, troca de janelas, entre outras necessidades. Os novos contratos atendem desde unidades básicas de saúde (UBSs) a hospitais, passando por policlínicas, laboratórios e centros de atenção psicossocial. Ao todo, a SES administra cerca de 440 mil m² de área construída em todo o Distrito Federal.

Mudanças nas divisórias e portas vão permitir a reacomodação dos equipamentos e atender com maior conforto os pacientes | Fotos: Sandro Araújo/Agência Saúde

Melhorias

O destaque fica para o espaço dentro do HRT que abriga a oncologia. A ala de atendimento aos pacientes em tratamento contra o câncer está em fase de adequação para aumentar em 50% o número de leitos, de doze para dezoito, além de recuperar os atuais. O posto de enfermagem e a sala para tratamento ficarão preparadas para o hospital ampliar a quantidade de consultas e de procedimentos de quimioterapia. A unidade também já conta com um centro de radiologia. “São mudanças para tornar o hospital uma referência no setor”, afirma o diretor do HRT, Felipe Motinha.

Nos corredores da oftalmologia, a troca do piso, pintura e mudanças nas divisórias e portas vão permitir a reacomodação dos equipamentos e atender com maior conforto os pacientes, especialmente os que dão entrada pela emergência. O HRT chega a receber 100 pacientes sem agendamento por dia, com casos que variam desde infecções até pequenos objetos inseridos nos olhos. O local também é utilizado para as forças-tarefas de cirurgia de catarata realizadas pela unidade. Já o pronto-socorro recebe uma renovação da fachada, pintura e um fraldário.

Todas as atividades de renovação foram organizadas de forma a não prejudicar o dia a dia do hospital. “Fizemos um planejamento para permitir que os serviços fossem realizados sem precisar interromper os atendimentos”, explica o diretor. Ao lado da entrada principal, uma janela foi removida para permitir a entrada de material e saída de entulhos sem interromper o fluxo de pacientes, o que também evita a possibilidade de contaminação.

Entre as cinco intervenções simultâneas no HRT, estão as obras nas guaritas de segurança

Os serviços são vistos logo na entrada. À frente das portarias, os seguranças ficarão agora em abrigos protegidos. Por fim, setores administrativos também receberam nova pintura e reforma do piso.

VEJA TAMBÉM
- Advertisment -

RECENTES