Sábado, Julho 13, 2024
InícioBRASILPiso Salarial: Diante de impasses, CNTSS mobiliza sindicatos para realização de greve...

Piso Salarial: Diante de impasses, CNTSS mobiliza sindicatos para realização de greve nacional da Enfermagem

Representes da CNTSS orientam que as entidades sindicais devem convocar assembleias gerais. No DF, Sindate-DF realiza manifestação com concentração na Praça das Bandeiras

Por Kleber Karpov

A Enfermagem brasileira deve iniciar movimentos grevistas em todo país. O anúncio foi realizado pela representante do Fórum Nacional de Enfermagem (FNE), a diretora do Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS) e do Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Rio de Janeiro (SindEnfRJ), enfermeira, Líbia Bellusci. De acordo com a sindicalista a decisão se deu em reunião do FNE, CNTSS e demais entidades ligadas à enfermagem para realização de greve geral da Enfermagem.

“Atenção enfermagem brasileira hoje é dia 16 de junho. O Forum Nacional da Enfermagem junto com as suas entidades se reuniram mediante a todos os acontecimentos junto ao STF e ao Ministério da Saúde e a definição foi unânime, é greve geral da Enfermagem. Nós precisamos do piso salarial digno e do cumprimento da Lei 14.434/2022, que traz a subsistência humana digna da classe trabalhadora através do piso salarial digno.”, disse Bellusci.

Manifestação

Em outra frente, no DF, o Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (Sindate-DF) começou a divulgar chamamento para manifestação pela implementação do piso salarial da Enfermagem, a ser realizada as 9 horas de 28 de junho, com concentração na Praça das Bandeiras.

Travado no Executivo

Na quinta-feira (15/Jun), o Ministério da Saúde (MS) adiou o pagamento do piso da Enfermagem, previsto para iniciar em 1o de julho. Isso, em decorrência de o MS aguardar parecer de “força executória” por parte da Advocacia-Geral da União (AGU), com definição sobre o vencimento básico para aplicação da Lei.

“O Ministério nos comunicou que não há possibilidade jurídica de rodar a folha de pagamento das [instituições] federais porque precisa que a AGU dê um segundo parecer dizendo que o piso é sobre o vencimento básico”, disse a deputada federal Alice Portugal (PCdoB/BA), ao informar

Novo pedido de vista

Após votação de Gilmar Mendes em conjunto com Barroso, o ministro Dias Toffoli também pediu vista do processo, o que deve ampliar ainda mais a efetivação da concessão do pagamento do piso salarial da Enfermagem.

VEJA TAMBÉM
- Advertisment -

RECENTES