Quarta-feira, Maio 8, 2024
InícioDestaquesVândalos golpistas bolsonaristas tentam invadir prédio da PF e incendeiam carros e...

Vândalos golpistas bolsonaristas tentam invadir prédio da PF e incendeiam carros e ônibus no DF

Governador anuncia reforço de policiamento e promete prisão aos vândalos

Por Kleber karpov

Após prisão do indígena, cacique José Acácio Tserere Xavante, na noite de segunda-feira (12/dez), autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e baseada, segundo o STF, em “suposta prática de condutas ilícitas em atos antidemocráticos”, vândalos golpistas bolsonaristas, promoveram um clima de depredação na capital do país, nas imediações da sede administrativa da Polícia Federal, armados com pedaços de paus.

Os vândalos quebraram e incendiaram veículos particulares e ônibus de transporte público, até que ocorreu a intervenção por parte da Polícia Militar do DF (PMDF), com uso de spray de pimenta e balas de borracha. Por conta do cenário de guerra, a W3 Norte precisou ser fechada na altura do Brasília Shopping.

No pedido de prisão, em trechos divulgados pelo Supremo, a PGR afirma que o indígena, apoiador do presidente, Jair Bolsonaro, tem usado a posição como líder do povo Xavante para arregimentar pessoas para o cometimento de crimes.

“A manifestação, em tese, criminosa e antidemocrática, revestiu-se do claro intuito de instigar a população a tentar, com emprego de violência ou grave ameaça, abolir o Estado Democrático de Direito, impedindo a posse do presidente e do vice-presidente da República eleitos”, diz o documento da PGR.

Ibaneis promete prisões

O governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), em entrevista ao Metrópoles, afirmou que deve reforçar o policiamento e prender vândalos que tentam invadir, a sede da Polícia Federal. Segundo Ibaneis, a PMDF deve continuar a atuar na contenção e prisão dos vândalos que estão a depredar carros, ônibus, tentar invadir prédio público, parar o trânsito, e ameaçar a segurança de civis na zona central da capital da República.

 

Nota da SSP-DF

Por meio de nota a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), informou que houve reforço por parte da segurança, na área da capital do país. Segundo a SSP-DF, também houve restrição de acessos à Praça dos Três Poderes e de outras vias do DF. Além do reforço do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva.

Confira a Nota na íntegra

Nota Secretaria de Segurança Pública do DF – 12/12 – 22h30

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF) informa que as forças de segurança reforçaram a atuação, em toda área central do capital, para controle de distúrbios civis, do trânsito e  de eventuais incêndios. As ações começaram em frente ao edifício-sede da Polícia Federal (PF), em decorrência do cumprimento de mandado de prisão, e se estenderam para outros locais da região central.

Como medida preventiva, o trânsito de veículos na Esplanada dos Ministérios, na Praça dos Três Poderes e outras vias da região central está restrito até nova mudança de cenário, após avaliação de equipe técnica. A recomendação dos órgãos de trânsito é a de que os motoristas evitem o centro da cidade.

Destacamos, por fim, que as imediações do hotel em que o presidente da república eleito está hospedado tem vigilância reforçada por equipes táticas e pela tropa de choque da Polícia Militar do Distrito Federal.

 

Gabiente de Transição

Indicado como o futuro ministro da Justiça, o ex-governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), acompanhado do, também anunciado, diretor-geral da Polícia Federal, na gestão do presidente Lula, Andrei Rodrigues, deram entrevista coletiva para falar dos atos golpistas.

Na ocasião, Flavio Dino fez questão de lembrar que a diplomação de Lula foi realizada, sem o menor transtorno e que o presidente eleito, está em segurança, sob proteção da Polícia Federal e deve tomar posse, sem incidentes em 1o de janeiro.

Flavio Dino ponderou ainda que os atos golpistas estão a ser monitorado e que o governador do DF tem acompanhado de perto e dado todo o respaldo necessário à equipe de transição do governo Lula.

Confira a entrevista:

[xyz-ihs snippet=”PD-NAS-REDES”]

VEJA TAMBÉM
- Advertisment -

RECENTES